Evento literário distribui 1,5 mil livros para alunos e professores das escolas públicas do DF




Jornada vai até 9 de novembro. Programação reúne palestras e conferências de graça, pela internet.

Por Milena Castro*, G1 DF 05/10/2020 06h11 Atualizado há 6 dias



https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2020/10/05/evento-literario-distribui-15-mil-livros-para-alunos-e-professores-das-escolas-publicas-do-df.ghtml


Com o objetivo de estimular o hábito da leitura, a 6ª edição da Jornada Literária do Distrito Federal distribuiu, de graça, 1,5 mil livros de 12 autores contemporâneos brasileiros para alunos e professores das escolas públicas de Sobradinho. O evento, que começou no dia 15 de setembro, vai até 9 de novembro.


A programação reúne palestras e conferências com autores que trabalham com diferentes gêneros da literatura, tudo transmitido pela internet. Já participaram, o crítico literário e professor de literatura da Universidade de Brasília (UnB) Alexandre Pilati e o ilustrador Roger Mello.

Entre os próximos convidados, estão o escritor e artista plástico Renato Moriconi, que na quarta-feira (7) é responsável pela palestra "Lendo as imagens nos livros"; e a ficcionista Ana Miranda, com a conferência "Como descobri o livro e a leitura", no dia 21 de outubro (saiba mais abaixo).

  • Confira aqui a programação do evento

Jornada online

Pela primeira vez, desde que foi criada em 2016, a Jornada Literária do Distrito Federal acontece totalmente online. A medida foi adotada como forma de preservar a saúde de alunos, professores e autores, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Para realizar o evento, os organizadores contaram com o patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura do DF (FAC-DF) e o apoio da Coordenação Regional de Ensino de Sobradinho.

"Fazer a Jornada em uma plataforma online está sendo um grande desafio devido às condições de acesso à internet e a computadores e tablets pela comunidade acadêmica", dizem os organizadores.


Livro é cultura

Para Marilda Bezerra, idealizadora e correalizadora da jornada, "levar livros e histórias às casas desses alunos nesse momento é muito significativo para essas crianças que quase não têm acesso a qualquer bem cultural".

"O acesso à arte pode representar, neste momento tão grave, uma forma de diversão e reflexão”, aponta Marilda Bezerra.

Ana Miranda


Em "Como descobri o livro e a leitura", a escritora Ana Miranda ministra uma conferência para mediadores de leitura – e para o público em geral – a respeito da descoberta do livro e da leitura. Usando como base a própria experiência, a cearense que morou em Brasília, relata a trajetória, desde a infância, quando viveu em uma das recém-inauguradas quadras do Plano Piloto e estudou na Asa Sul.


Como descobri o livro e a leitura

  • Data: 21 de outubro

  • Horário: das 9h30 às 10h30

  • De graça


Renato Moriconi

Renato Moriconi é um premiado autor de livros, particularmente os de imagem. Ele trabalha com narrativas sem texto, mas cujas ilustrações contam histórias e também é escritor. Nasceu em Taboão da Serra (SP) e desenvolve um trabalho de conscientização dos educadores para a leitura dos livros de imagem, "o que é fundamental para a formação de novos leitores", diz ele.

Lendo as imagens nos livros



  • Data: 7 de outubro

  • Horário: das 9h30 às 11h30

  • De graça


Programe-se

Ciclo de palestras e conferências da Jornada Literária do Distrito Federal

  • Data: até 9 de novembro

  • Escritores confirmados: Alexandre Pilati, Alessandra Roscoe, Caio Riter, Conceição Freitas, Geraldo Lima, Ana Miranda, João Bosco Bezerra Bonfim, Ivan Zigg, Leo Cunha, Marco Miranda, Renato Moriconi, Roger Mello e Tino Freitas

  • Acesso: pela internet


© 2018. Associação Jornada Literária. Todos os Direitos Reservados. Criado por IDEIA Prática.