Uma Jornada de gratidão


Da edição mais recente – Gama, de 28 a 31 de outubro – à primeira – Sobradinho, de 20 a 23 de agosto – as quatro edições da Jornada Literária do DF nos conduziram a múltiplos encontros: os mais belos, com certeza, foram os dos autores e autoras com os leitores. Mas estes só ocorreram porque outros encontros foram realizados, daqueles com os financiadores aos firmados com os estudantes. Também na Ceilândia – de 10 a 13 de setembro – e em São Sebastião – de 23 a 27 de setembro – muitas oportunidades de reforçar a ligação entre leitores, livros e criadores. Nossa gratidão se dirige a cada um desses artistas que aceitou nosso convite; dedicou-se a elaborar o encontro, a apresentação ou o espetáculo; e, no palco dos auditórios e teatros, esteve aberto a responder a perguntas.

Em cada cidade, pudemos encontrar a parceria amiga das Coordenações Regionais de Ensino, escolas e bibliotecas de Sobradinho, Ceilândia, São Sebastião e Gama. Professores e professoras que aceitaram nosso convite, participaram das oficinas, receberam os livros por empréstimo e se dedicaram à mediação de leitura. Tem sido muito bonito apreciar os cartazes, músicas, quadros, colagens, objetos cênicos que têm sido entregues aos autores e mostrados ao público em cada ocasião. A esses dedicados profissionais de educação, nossa gratidão.


No Sesc, seja no Teatro Sesc Newton Rossi, na Ceilândia, seja no Teatro Sesc Paulo Gracindo, no Gama, contamos com o acolhimento e gentileza de gestores, técnicos, seguranças, pessoal de limpeza, responsáveis pela alimentação. Essa disponibilidade associada à beleza dos teatros nos permitiu maior dedicação às apresentações dos artistas, nosso propósito principal.

Ao Robson Caldas de Oliveira, diretor do IFB Campus São Sebastião, nossa gratidão pela parceria que é bem maior do que a de nos receber nas acolhedoras instalações do campus: é o compartilhamento de um compromisso com a educação, com o letramento literário. No IFB estão sendo preparados criadores literários e educadores comprometidos com a invenção.

Em Sobradinho, a gratidão à Maria do Carmo e auxiliares, que nos favoreceram com a cessão do Teatro de Sobradinho, um equipamento público restaurado e mantido graças ao trabalho de empreendedores voluntários; voluntários que dispõem de outras boas vontades para manter aquele teatro em boas condições. Gratidão.

Às equipes de trabalho, dos motoristas aos recepcionistas; dos auxiliares de palco às camareiras, carregadores, técnicos de som e luz, brigadistas e seguranças, nossa gratidão: graças à ação ordeira e firme, pudemos transportar dezenas de milhares de crianças, jovens e adultos; conduzi-los aos teatros e, dos teatros, de volta às escolas. Para nós, uma das cenas mais emocionantes é essa: centenas de pessoas no hall de entrada do Teatro Sesc de Ceilândia, por exemplo: ou chegando para assistir a uma apresentação; ou se dirigindo de volta à escola. A esses profissionais, nossa gratidão.


É claro que permeando todas essas ações esteve a boa disposição dos parlamentares que se dispuseram a dedicar recursos para que pudéssemos firmar o termo de fomento com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF: Deputados distritais Martins Machado, Roosevelt Vilela, Leandro Grass, Daniel Donizet, Arlete Sampaio; e o ex-deputado distrital Ricardo Vale. Acreditarem na literatura em especial faz desses parlamentares fortes aliados do desenvolvimento cultural do DF.

Autores

Alessandra Roscoe; Alexandre Camanho; Alexandre Pilati; Blandina Franco; Caio Riter; Chico de Assis e João Santana; Cláudio Fragata; Geraldo Lima; Ignácio de Loyola Brandão; Ivan Zigg; Jeferson Assumção; José Carlos Lollo; José Rezende Jr.; João Bosco Bezerra Bonfim; Leo Cunha; Márcia Leite; Marco Miranda; Marina Colasanti; Renato Moriconi; Roger Mello; Rosana Rios; S Lobo; Tino Freitas.

© 2018. Associação Jornada Literária. Todos os Direitos Reservados. Criado por IDEIA Prática.