Jornada receberá um dos autores mais premiados do país


Leo Cunha: mais de 60 livros, prêmios e a mesma emoção de encontrar o leitor

O escritor Leo Cunha terá quatro participações na 3ª edição da Jornada Literária do Distrito Federal, evento custeado pelo Fundo de Apoio à Cultura, FAC-DF, e cor-realizado pelo SESC-DF (Confira a programação). Autor de mais de 60 livros infantis, juvenis e de poesia, Leo Cunha é um colecionador de prêmio. Já venceu disputas bastante significativas da literatura nacional, como João-de-Barro, Jabuti, Nestlé, FNLIJ, Biblioteca Nacional, Adolfo Aizen e Concurso Nacional de Histórias Infantis do Paraná.


Com todo esse currículo, o mineiro de 52 anos é um dos grandes destaques da Jornada deste ano, o que justifica sua presença em vários encontros e rodas de conversa com alunos e professores da rede pública no Teatro Sesc Newton Rossi, em Ceilândia. “Serão dois tipos diferentes de atividade, dependendo do tipo de público. Quando se tratar de público jovem (adolescente), o assunto será a relação entre realidade e ficção, cotidiano e imaginação. Vou conversar com o público sobre essas questões, ler trechos de minhas obras, e responder questões da plateia”, explica Leo Cunha.


E para as crianças, Leo? “O assunto será poesia, jogos de linguagem e a musicalidade do texto”, responde o escritor, lembrando que no caso dos pequenos a conversa será em torno do livro Um dia, um rio, que está sendo lido pelos alunos e trabalhado em sala pelos professores. A obra foi considerada o melhor livro de poesia do ano –pela Fundação Nacional da Livro Infantil e Juvenil, além de ter sido finalista dos prêmios Jabuti e Biblioteca Nacional.


Crianças da Jornada estão lendo obra premiada pela FNLIJ

Mesmo com tanta estrada, tantos livros, tantos prêmios, a emoção de se encontrar com leitores permanece. “Eu gosto muito de encontrar meus leitores, ouvir suas dúvidas, comentários, opiniões, e também passar a eles um pouco da minha vivência, dicas para se tornar um escritor melhor”, garante Leo Cunha, ainda mais em um evento com o objetivo da Jornada Literária, que é o de formar leitores. “Considero riquíssimo este tipo de atividade, pois aproxima autor e leitor. O encontro desmitifica a figura do escritor, mostra que um autor é uma pessoa comum, que gosta de trocar ideias, compartilhar suas criações e seu processo”, diz Leo.

© 2018. Associação Jornada Literária. Todos os Direitos Reservados. Criado por IDEIA Prática.