Caminhos da Leitura leva literatura à comunidade de Itapoã



O projeto Caminhos da Leitura reúne leitores, autores, livros e mediadores de leitura a fim de criar um ambiente leitor na cidade de Itapoã. É realizado pela Associação Cultural Jornada Literária do DF (ACJL DF) em parceria com a Biblioteca Pública de Itapoã. As atividades do projeto, todas on-line, acontecem de janeiro a maio de 2021, pelo Google Meet.


O projeto começa com a formação de Mediadores de Leitura. No período de 27 de janeiro a 24 de fevereiro, ocorre o curso ministrado pelos escritores Ivan Zigg e João Bosco Bezerra Bonfim, com a participação especial do escritor, ilustrador e artista plástico Fernando Vilela. São 33 horas de conteúdo distribuídos em oficinas, palestras e conferências.


No mês de março, começam as atividades nas escolas públicas de Itapoã que seguem até maio. São oficinas de mediação de leitura para professores, distribuição de livros de literatura e encontro de leitores com autores. Esse mesmo período, os mediadores de leitura formados pelo projeto realizam 22 (vinte e duas) sessões de mediação de leitura para a comunidade do Itapoã.


João Bosco Bezerra Bonfim, curador do projeto, explica que “na ideia de caminho está a de que a leitura é um conjunto de atos que se faz em companhia, em grupo, em comunidade; numa trajetória em que se aproveita a experiência para projetar em ações concretas, os passos de formação de leitores”.


Autores


Fernando Vilela

Fernando Vilela é artista plástico, ilustrador, autor, possui graduação em artes plásticas pela Unicamp e mestrado em artes pela ECA-USP. Como artista plástico, desenvolve trabalhos com gravura, desenho, colagem, escultura, instalação e fotografia. Possui obras em importantes coleções: MoMA de Nova York, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, Pinacoteca do Estado de São Paulo e no Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro. Além de artista, Fernando é autor e ilustrador com livros publicados em oito países. Em 2007 recebeu três prêmios Jabuti pela sua obra Lampião e Lancelote (Cosac Naify, 2006) e a Menção Novos Horizontes do Prêmio Internacional Bologna Ragazzi Award. Dirige o Binah Espaço de Artes, um ateliê vivo, com aulas, palestras e formações. Representado pela Galeria Marcelo Guarnieri - SP.


Ivan Zigg

Ivan Zigg é escritor e ilustrador de mais de cem livros; ganhou o Prêmio Jabuti de melhor ilustração para livro infanto-juvenil em 2004. Ministra oficinas de encontros criativos e se apresenta com seu espetáculo teatral "De A a Zigg". Suas performances incluem ilustrações, narração de histórias e música, o que o tornam único em sua arte de encantar crianças e adultos. Em sua dimensão de performador, o artista múltiplo Ivan Zigg pode ser visto em feiras do livro, teatros e escolas, em apresentações para crianças que misturam música, histórias e desenhos. Entre outras obras, é autor de O segredo (Rocco, 2008); Quem quer brincar comigo (em parceria com Tino Freitas (Abacatte, 2011); O elefante caiu (Abacatte, 2016) e Todos os meus sonhos (Nova Fronteira, 2014).



João Bosco Bezerra Bonfim

João Bosco Bezerra Bonfim é poeta e pesquisador da área de análise do discurso. Graduado em Letras (UnB, 1986), Mestre (UnB, 2000) e Doutor em Linguística (UnB, 2009). Tem 30 livros publicados, entre cordéis, poesia lírica, infantojuvenis e ensaios sobre análise de discurso. É um dos curadores da Jornada Literária do DF, projeto que já beneficiou mais de 100 mil estudantes. Nos últimos anos, tem participado de eventos literários no Brasil e na Europa, fazendo encontros com leitores, palestras e oficinas de formação de mediadores de leitura. O reconhecimento de crítica tem vindo, principalmente, por sua produção infantojuvenil: para o Catálogo de Bolonha, da Fundação Nacional do Livro Infantojuvenil (FNLIJ), foram selecionadas as obras São Chiquinho ou o Rio Quando Menino (2009) No Reino dos Preás, o Rei Carcará e O Soldadinho de Chumbo em Cordel (2010), Romance do Vaqueiro Voador (2011) e O Rouxinol em Cordel (2015).


Marco Miranda


Marco Miranda é escritor, autor de Coisas que somem ganham pernas (Ed. Jornada Literária DF, 2019), O paradeiro do padeiro (LGE, 2002 e Elementar, 2010); A menina que sonhava (LGE, 2003); A menina que queria ser gambá (LGE, 2004); Nonato Carrapato Chato (LGE, 2006); Essa não, comeram meu pão! (Franco, 2008); Quer conhecer meu quintal? (Franco, 2009). Marco Miranda tem se apresentado em eventos literários e em escolas de Brasília, Pirenópolis (GO) e de Natal (RN), em performances públicas para crianças. É professor de português e publicitário. Marco Miranda foi o vencedor do prêmio Off Flip, em 2015 no gênero infantojuvenil com a obra “A fuga dos sapatos”, obra editada em 2016.





Para Participar: envie e-mail para jornadaliterariadf@gmail.com


Caminhos da Leitura em Itapoã é um projeto realizado pela Associação Cultural Jornada Literária do DF (ACJL DF), em parceria com a Biblioteca Pública de Itapoã, com o patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura do DF (FAC DF) e produção da MB3 Projetos Culturais


1 comentário

Posts recentes

Ver tudo