Programação da Jornada Literárai do DF - Edição Paranoá e Itapoã


Para acessar a programação, clique AQUI.


APRESENTAÇÃO DA

11ª JORNADA LITERÁRIA DO DF

Com esta Jornada Literária do DF – Edição Paranoá e Itapoã,

estamos na 13ª edição de um programa iniciado em julho de

2016. E que, tendo circulado pelo Gama, Ceilândia, Brazlândia,

Sobradinho, São Sebastião, volta a ser realizado no Paranoá.

Com mais de setenta itens de programação, nossa Jornada

Literária DF®, recebe crianças, jovens e adultos, estudantes de

escolas públicas que, tendo aceitado nosso convite, vêm, há

dois meses, participando de oficinas de mediação de leitura; e,

tendo recebido os livros, os professores-mediadores de leitura

têm feito um valoroso trabalho para o encontro com autoras

e autores.

Nosso compromisso com a diversidade nos conduz não

só a seguir realizando a Jornada em cidades fora do Eixo

do Plano Piloto, mas também a trazer essa gama de vozes,

vindas de tantos lugares: estão conosco, nesta edição,

Conceição Freitas, Marília Pirillo, Noélia Ribeiro, Ádyla Maciel,

Adriana Nunes, Nanda Fer Pimenta, Suzana Ventura; e

também Alexandre Pilati, Marco Miranda, Almir Correia, Leo

Cunha, Felipe Cavalcante, Ivan Zigg, Rogério Andrade Barbosa,

Christian David, Caio Riter e Ignácio de Loyola Brandão.

Escritoras e escritores e ilustradores, daqui do DF, de Minas

Gerais, do Paraná, do Rio de Janeiro, de São Paulo e do Rio

Grande do Sul.

Por sete dias, reforçaremos o ambiente de leitura, na sede

da Jornada Literária DF®, fazendo circular poesia, álbuns

ilustrados, histórias daqui e de mais além, sempre com esse

intuito de alimentar o gosto pela leitura.

Mais uma vez, contamos com o patrocínio do Fundo de

Apoio à Cultura (FACDF), que está e continuará cumprindo os

ditamos da nossa Lei Orgânica da Cultura DF; e com a valiosa

parceria do SESCDF, que nos honra, mais uma vez, num

reconhecimento de que a formação de mediadores de leitura

e de leitores é um caminho de beleza para que a leitura seja

mesmo um dos direitos humanos cumpridos em nosso País. E

o Centro de Cultura do Paranoá e Itapoã (Cedep), que sediou a

primeira das edições da Jornada, abriga em suas instalações

mais uma vez esse programa, demonstrando que a prioridade

para a cultura de seu planejamento estratégico está sendo

cumprida.

Que haja alegria junina neste 2022, com as bandeiras do

livro, leitura e literatura. E colheita de leitores em fartura.

E, uma vez que a jornada se faz no caminho, que possamos

realizar outras, com leitura, e a esperança de nos tornarmos

uma sociedade leitora.

João Bosco Bezerra Bonfim e Marilda Bezerra

Curadoria da Jornada Literária do DF


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo